Google+ Followers

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

O mais importante de tudo é chegar vivo.



Ao longo de nossa existência e todos nós enfrentamos muitos disabores e sofrimentos. Uns mais, outros menos, e alguns poucos felizardos quase nenhum...

É bem difícil entendermos por que razão somos derrubados pela vida quando fazíamos tudo certo, enquanto tudo sempre floresce para muitos que agem de todo errado...

É bem complicado entendermos por que motivo crianças que tiveram uma boa formação se marginalizam, enquanto que as que tiveram o contrário se tornam cidadãos de bem...

Existem sem dúvida uma série de contradições naquilo a que convencionamos chamar de vida; e elas são as vezes tão escandalosas que muitos indivíduos realmente enlouquecem...

O pior é que não existe nenhum meio, nenhuma fórmula ou recurso que nos impeça de topar com essas absurdidades enquanto seguimos o nosso sofrido caminhar...

Não fosse uma força mágica daquele algo a que chamamos esperança, com certeza e já estaríamos vivendo o inferno na terra – se é que já não estamos...

É por isso que se diz que somente ter esperança não basta, há que se tê-la casada com um bom propósito de longo prazo...

De outro modo e verdadeiramente não há outra saída quando a vida nos golpea diversas vezes sem que tenhamos feito nada para merecê-lo...

Porque quando olhamos aqueles que agem mal mas ainda assim continuam a ter de tudo, então é fácil nós perdermos a cabeça e entregar os pontos...

Mas o pior de tudo mesmo acontece quando nós próprios começamos a nos corromper, embalados na crença de que o bem não passa de um idealismo barato...

Ora... Se eu faço tudo de modo correto e só me ferro enquanto que a maioria procede mal e só se da bem, então que estranho masoquismo é esse?

É nesse ponto que começamos a inverter a ordem das coisas e julgar a sociedade e nós mesmos pela relatividade do estabelecido...

Por que diabos nós temos que nos preocupar com ética, virtudes e toda essa babozeira que nada mais é do que um estéreo convencionalismo ultrapassado?

Esses tipos de pensamntos que se elaboram em raciocínios cada vez mais convincentes é absolutamente um grande sinal de alerta para nossas consciências...

Se dermos sequencia e energia para essas sucessões de eventos mentais, então garantidamente estaremos tomando um caminho de morte...

De sorte que esta dinamica não se preocupa com valores, com pessoas, com meio-ambiente e muito menos com princípios de ordem ético-moral...

Esse é portanto o momento de pararmos tudo e reavaliarmos como anda a nossa espiritualidade, sem a qual nós realmente poderemos ter tudo mas não seremos ninguém...

Pelo que as pessoas em geral mais se entregam é por nosso atual obscuro conceito de sucesso e seu irmão gêmeo que é o status de poder...

Esquecendo-nos de nossa verdadeira essência então nós literalmente vendemos nossa alma em troca de uma bela aparência e grande prestígio...

Assim, é preciso que tenhamos muito cuidado ao longo do caminho... Temos que ter muito claramente em nosso interior aquilo que é o mais valioso de tudo...

Importante pois não é nos sairmos bem sucedidos com uma centena de medalhas ou honrarias... Fundamental é que ao fim cheguemos vivos e com dignidade.

Leonardo Janz – 02/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Muito Obrigado!
*Responderei o mesmo assim q possível*