Google+ Followers

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

É in-definição






Depois, quando eu não falo,

Aí me chamam de anormal...

Se da palavra somos escravos,

Que dizer do emocional??


Não importa aquilo que faço,

O amor é sim coisa de besta..

É uma img em cada cabeça,

De resto, é tudo pru ralo...


Definições e congelamentos,

Mais exigências da etiqueta –

Deveria ser mto + simples...


É um não-aprisionamento,

É abertura sem limites –

É o não cinzel e marreta!


L. Janz, 7/9/12

2 comentários:

  1. Como podemos devenir amor sem termos o experimentado?bonito texto,mas um tanto radical.

    ResponderExcluir
  2. É amor e nem mesmo amor é.
    O Amor apenas é. Seja como for o amor.
    Que 'sacada' boa, o título!Todas as definições são perigosas porque (in)justas, (in)parciais, (in)acabadas, (in)definidas.....
    Um beijo, querido abestado! :)

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Muito Obrigado!
*Responderei o mesmo assim q possível*